Uncategorized

MELHOR IDADE E MINIMALISMO

Pensar em viver de forma confortável e despreocupada quando estivermos na melhor idade é maravilhoso. No entanto, transformar esse objetivo em realidade exige esforço, foco e simplicidade.

Possuir coisas em excesso deixa a nossa velhice pesada e complicada. Muitas vezes, realizar a manutenção de uma casa grande ou de um automóvel torna-se praticamente inviável para o idoso, tanto pelo custo quanto pelo esforço desprendido nessas tarefas.

Você já notou como é difícil para um idoso se desfazer das coisas que possui em excesso para viver uma vida mais adaptada a sua atual necessidade? Os filhos saem de casa, as atividades de lazer costumam ser mais reduzidas e muitos itens antes usados agora se tornam apenas tralhas. O fato é que as coisas carregam consigo a lembranças de momentos que vivemos, nos fazendo sentir antigas emoções.

Tenho um exemplo desses em casa com a minha avó; ela não consegue desapegar dos seus antigos pertences, mesmo que eles não tenham mais utilidade no seu dia a dia, pois estes representam algo para ela. O resultado é uma casa fechada e cheia de coisas. Hoje, minha avó passou a morar com a minha mãe na maior parte de seu tempo, o que é uma alegria imensa para nós, em especial para a minha caçula que ama conviver mais perto da bisa.

Não venho julgar a necessidade de guardar algo que traga lembranças a você, mas reflito em como guardar as coisas por tanto tempo pode me fazer dependente delas em minha velhice.

Se quisermos passar pela nossa terceira idade de forma mais leve e prática, devemos praticar o desapego hoje para que este vire um hábito em nossas vidas. Certamente, esse processo no futuro será mais dolorido. Se fizermos isso, teremos uma velhice mais simples, com menos compromissos e menos despesas.

Você já refletiu sobre isso? O que você concluiu?

Desejo ter contribuído com você.

Que sua vida seja repleta de momentos lindos com quem você ama!

MINHA AVÓ! NA MELHOR IDADE CONVIVENDO COM SEUS NETOS E BISNETOS! <3

Sou contadora, coach e líder de projetos. Busco o tempo todo repensar as formas de como consumo as coisas e de como realizo as minhas atividades diárias. Em suma, procuro viver de maneira mais sustentável, consumindo menos recursos e aproveitando mais o meu tempo. Amo estar com minha família e não meço esforços para tal. Tento tornar as minhas ações mais práticas e eficientes para que eu consiga usufruir de mais tempo ao lado dela.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *